Porcabilidade

porco

O termo deve ter soado estranho para você, mas é isso mesmo: porcabilidade. Para quem não reconheceu essa palavra, é o mesmo que se referir a um “serviço porco” ou “meia boca”. Não encontrei definição melhor e mais atual.

Neste blog, em que enalteço o trabalho colaborativo das pessoas e a qualidade do que oferecem dentro de uma organização, é preciso também dizer que, infelizmente, há um número (reduzido, ainda bem) de indivíduos que prezam pela porcabilidade. Normalmente são aqueles que comprometem todo um projeto ou as fases de um processo de trabalho pela ausência de competências mínimas que seriam esperadas desse profissional.

A porcabilidade, se não for extinta na raiz, pode trazer impactos a todos os níveis da organização, seja na entrega feita por quem a originou seja pela conivência de quem a percebeu e nada fez para impedi-la. O resultado, claro, é desastroso. Qualidade e prazo normalmente são os fatores mais sentidos pelo cliente final quando a porcabilidade impera no processo.

E você? Conhece alguma situação como essa para compartilhar conosco?

Anúncios

Tags:,

About Luiz Santiago

Profissional de Comunicação Corporativa e Marketing.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: