Hackers são pessoas do bem. Os crackers não.

Entre outros exercícios de reflexão, o Dia do Trabalho, na sexta-feira, me levou a pensar sobre a prática daqueles que utilizam a rede para “infernizar” a vida dos pobres usuários do chamado sistema Internet Banking. A ilustração deste post mostra a tela que recebi ao tentar usar o Bankline do Itaú, no feriado. Apenas apaguei os números de minha agência e conta nessa imagem, pois imagino que ninguém queira fazer um depósito a meu favor…

Tela fraudulenta do Bankline - Banco Itaú

Achei tão estranha e, ao mesmo tempo, tão real a tela, que fui logo tratando de olhar o verso do meu cartão eletrônico, seguindo uma das primeiras instruções. A numeração sugerida, entretanto, não constava do layout do cartão. Por serem seis dígitos, quantidade similar à senha do cartão, imaginei se tratar de uma fraude e não digitei nada. Recorri ao telefone do serviço SOS do Itaú, desconsiderando o número de telefone exibido na tela supostamente fraudulenta.

Constatei que o telefone ali informado era de fato o correto. Ao relatar à atendente do banco o que havia ocorrido, fui informado que se tratava de uma tela de “hacker” e, portanto, era uma fraude. Orientaram-me a passar antivírus e tudo mais. Considero o programa de informação sobre segurança e alerta de fraudes do Itaú realmente muito bom. De qualquer forma, tenho antivírus “versão turbo”, módulos de segurança atualizadíssimos e mesmo assim os fraudadores ainda tentaram, sem sucesso, me “pegar”. Hoje, sábado, a tela persiste. Precisarei recorrer a algum técnico que “limpe” os códigos maliciosos ou vírus de minha máquina. Antes disso, nada de acesso.

Aproveito este post para também lembrar que esse tipo de ação fraudulenta não é praticada por hackers, como me disse a atendente do banco, e sim por crackers. Hackers são pessoas do bem. Contribuem no aperfeiçoamento dos sistemas de segurança, decifram códigos e antecipam possíveis transtornos que um sistema falho poderia causar aos usuários.

Já os crackers são a galera do mal. São aqueles que quebram um sistema de segurança de forma ilegal, tal como fizeram na tela que mencionei, invadem computadores. Não vou entrar em detalhes aqui, pois a Internet tem muita informação a respeito. Mas tratem hackers com o devido respeito, considerando que são aqueles que fazem o bom uso do conhecimento para aperfeiçoar softwares. Já os crackers, esses precisariam ser identificados e banidos da rede, em definitivo.

Anúncios

Tags:, , , ,

About Luiz Santiago

Profissional de Comunicação Corporativa e Marketing.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: