Archive | dezembro 2009

Falta pouco…

Uma “sinfonia agridoce” para combinar com o dia de hoje. Em algumas horas, 2009 estará encerrado. Bittersweet Symphony é uma canção da The Verve, banda de rock britânica, que iniciou sua carreira em 1989, encerrou em 1999 e voltou em 2007 (clique na imagem para assistir o videoclipe no YouTube).  Às vezes, uma carreira bem-sucedida acaba por sofrer interrupções. Por outro lado, sempre existirá um recomeço para aqueles que tenham talento. 

A música em questão, qué já foi trilha de “Segundas Intenções (Cruel Intentions)” no cinema, em 1999,  conferiu ao grupo uma acusação de Mick Jagger de plagiarem um sample e também a expressão que dá título à canção. A banda perdeu na justiça o direito de criação dessa composição e Jagger foi agraciado com os “royalties” resultantes do uso e execução da música.

Em tempo: os acordes de Bittersweet Symphony fizeram parte da trilha de um respeitável comercial do Bradesco, “O Banco do Planeta”:

Um mundo de gente fina, elegante e sincera

Charlie Chaplin protagonizou uma cena clássica para quem estudou Administração e o ambiente industrial:

… mas Lulu Santos resumiu em sua música, a partir do mesmo título do filme (Tempos Modernos), a esperança de um novo começo. Concordo com ele. Eu também vejo a vida melhor no futuro. Nada de apertar parafusos. Há muitas habilidades a serem desenvolvidas em 2010.

Em tempo: êta videoclipezinho antigo…

Varejo sustentável

Roberta Cardoso, coordenadora técnica de Responsabilidade Social e Sustentabilidade no Varejo da Fundação Getúlio Vargas de São Paulo/GVcev, fala nesta entrevista sobre os principais pontos do tema “sustentabilidade e estratégia no varejo”, abordados  durante encontro organizado pela Associação Capixaba de Supermercados (Acaps), em Serra-ES. No site do GVcev, há mais informações sobre o setor varejista, bem como links para artigos e pesquisas.

Entra em beco, sai em beco

Para começar esta última segunda-feira de 2009, o sempre genial Gilberto Gil. Se a população de baixa renda há muito tempo já ganhou a atenção dos estudiosos de mercado, então vamos torcer para que as diversas Madalenas que existem por aí alcancem um novo patamar como público-alvo. E que todos, assim como elas, não percam  a fé.

Brincadeira sem graça

Sinceramente, considero esta história apenas uma brincadeira forçada. Dois colegas de trabalho, nos Estados Unidos, mostram, neste vídeo, que o sistema de reconhecimento facial de um laptop da HP ignora um deles. O título da postagem do vídeo sugere que o fabricante é racista. Certamente uma empresa como a HP não se prestaria a cometer tal desrespeito com seus consumidores.

Segundo o fabricante, o reconhecimento facial pode encontrar problemas em condições desfavoráveis de iluminação, o que requer do usuário  ajustes no software do equipamento. Acredito que a intenção fosse mesmo uma brincadeira dos autores do vídeo, embora a repercussão tenha alcançado quase 1,5 milhão de acessos.

O incrível é que o vídeo foi postado com o uso do HP MediaSmart, conforme registro que constatei na página do YouTube, o que mostra que esse recurso do laptop funcionou muito bem. Para isso, o usuário soube como utilizar o equipamento.

Ajude o mundo

Este foi o filme de abertura da Conferência sobre Mudanças Climáticas (COP15) de Copenhague. Às vezes, o tratamento deste tema parece um tanto fantasioso, exagerado. Mas que seja assim para despertar a atenção e abrir o diálogo.

Feliz Natal pra todos!

Na década de 70, era raro vermos um desenho animado brasileiro. Mas o melhor: este passava todos os dias nas semanas que antecediam o natal. Os  mais saudosos vão lembrar:

“Quem tem fome, tem pressa”

Nem parece que já se passaram 25 anos do projeto “Band Aid”, liderado por Bob Geldof e Midge Ure, contra a fome na Etiópia. Diversas iniciativas surgiram a partir daí, como o Live Aid, no ano seguinte.

Sei que é lugar comum falar disto em uma data como a de hoje, mas que possamos pensar nos demais dias do ano sobre outras iniciativas contra a fome e a miséria, no Brasil e demais países, com o apoio necessário das lideranças empresariais e governantes (por que não?). Iniciativas como a Ação da Cidadania, por exemplo.

Enquanto isso, relembremos “Do they know it’s Christmas”, do projeto de 1984:

“Quem tem fome, tem pressa” (Betinho, sociólogo)

Poder é para quem tem competência e ética

Um pouco de música porque ninguém é de ferro. O vídeo é bem tosco, mas os versos são inteligentes. Poder nas empresas é algo complicado. Às vezes ajuda a construir muito, mas por outro lado contribui para detonar pessoas e processos. Estou até revendo meu material de “Mídia, Poder e Ética” deste semestre, em que concluí os créditos na Cásper. Doses cavalares de aprendizado…

“Toda forma de poder”
(composição: Guessinger)

Eu presto atenção no que eles dizem, mas eles não dizem nada.
Fidel e Pinochet tiram sarro de você que não faz nada.
E eu começo a achar normal que algum
boçal atire bombas na embaixada.

Se tudo passa, talvez você passe por aqui
E me faça esquecer tudo que eu vi
Se tudo passa, talvez você passe por aqui
E me faça esquecer…

Toda forma de poder é uma forma de morrer por nada.
Toda forma de conduta se trasforma numa luta armada.
A história se repete mas a força deixa a história
mal contada…

Se tudo passa, talvez você passe por aqui
E me faça esquecer tudo que eu vi
Se tudo passa, talvez você passe por aqui
E me faça esquecer…

E o fascismo é fascinante deixa a gente ignorante e fascinada.
É tão fácil ir adiante e se esquecer que a coisa toda tá errada.
Eu presto atenção no que eles dizem mas eles não dizem nada.

Se tudo passa, talvez você passe por aqui
E me faça esquecer tudo que eu vi
Se tudo passa, talvez você passe por aqui
E me faça esquecer…

Conscientizar ou promover uma marca?

A equipe de um hospital do estado do Oregon, Estados Unidos, se uniu neste vídeo para conscientizar as pessoas sobre a importância da prevenção do câncer de mama. Não dá para dizer que seja um show de espontaneidade dos participantes, embora a causa seja bastante nobre.

Com luvas cirúrgicas da Medline (sim, tem sempre alguma marca por trás…), eles fazem o “espetáculo”:

Melhores marcas do mundo

Não que sejam exatamente só as das melhores empresas, mas, com certeza, você poderá encontrar diversas logomarcas neste site, agrupadas por categorias, países e outros critérios de busca.

Clique na imagem ao lado.

Canção de Natal

“This Little Light of Mine” é uma canção composta  há quase 90 anos por Harry Dixon Loes, músico responsável por diversas canções gospel, falecido em 1965. Ao longo de décadas, a música ganhou outras versões religiosas e já teve até interpretações do grupo Aerosmith e Bruce Springsteen, entre outros artistas.

Atualmente, “This Little Light of Mine” é o tema da campanha “Luzes” de “O Boticário”, assinada pela AlmapBBDO, para o Natal 2009.

Para conferir o making off do comercial:

Doe um livro em qualquer época

Conheci tardiamente este blog, a partir de reportagem hoje na Folha de S. Paulo: Doe um Livro no Natal

A iniciativa nos leva a dedicar mais atenção aos livros em casa que eventualmente não estejam em “uso”. Afinal, como nos lembra Umberto Eco, “O mundo está cheio de livros fantásticos que ninguém lê “.

Marcas do que se foi

“(…) Creio que não há marca forte que resista a produtos medíocres! Marca não é uma entidade que paira no vazio”.

A frase é do Jaime Troiano, especialista em branding, em artigo para a HSM. Vale como reflexão para a necessidade de revisão de produtos e conceitos.

The Blues Brothers

Hoje é dia de confraternização na empresa e o tema que dá nome ao encontro é Superação. Passamos, como muitos, por diversos desafios e o título é realmente bastante sugestivo.

 Tenho muito a agradecer a todos que trabalham (ou trabalharam) comigo e entrarei na brincadeira sugerida, que é o clima de uma festa à fantasia.

Compartilharei com um colega da área a mesma caracterização: Os Irmãos Cara de Pau. Para quem não lembra, é o nome de um filme de 1980. Eis um vídeo que mostra o estilo a que me submeterei, em uma das cenas originais do filme. Importante dizer: não haverá nenhuma performance…  minha cara de pau não chega a tanto (rs). Clique na imagem acima para assistir:

Animais não precisam ser maltratados

Se você chegar ao final do vídeo, vai pelo menos considerar que a natureza oferece alimentos bem mais saudáveis, sem a necessidade de que o homem sacrifique os animais. São comerciais da Peta (Pessoas pelo Tratamento Ético dos Animais).  Estou mais atento ao assunto depois de conhecer um pouco mais a respeito com uma colega de trabalho, a Ariane:

Adoro segunda-feira

Para abrir a semana, uma sequência de comerciais divertidos…

‘Socialnomics’: retorno sobre o investimento

Negócios lucrativos, sem dúvida… Vídeo com exemplos de retorno sobre investimento utilizando mídia social e, ao mesmo tempo, de promoção do livro do Erik Qualman, vice-presidente de Marketing Online da EF Education, sobre como a ‘mídia social’ transforma o nosso jeito de viver e fazer negócios:

Participação responsável em mídias sociais

A Weg, fabricante de motores elétricos, lançou há poucas semanas as políticas para orientação de seus colaboradores quanto à participação em mídias sociais. O texto está disponível no site da empresa e pode ser visualizado neste link. É uma forma bastante responsável de reconhecer a importância do público interno e, ao mesmo tempo, resguardar a imagem da organização.

Se fizer, faça para o bem

Luiz Carlos Cabrera, professor e headhunter, lembra em entrevista à HSM Management o que acredita ser o melhor conceito de desenvolvimento sustentável, criado em 1987 por Gro Harlem Bruntland, ex-ministra da Noruega: “Desenvolvimento sustentável é suprir as necessidades da geração presente sem afetar as habilidades das gerações futuras de suprir as suas”.

De pleno acordo. Em resumo, continua valendo a velha frase “se não for para ajudar, então não atrapalhe”.

Compromisso e alinhamento

Meses atrás, fiz referências a este vídeo como exemplo de uma empresa que tem muito a contar no que se refere à sua política de gestão de recursos humanos e aos valores nos quais acredita.  A própria fala dos colaboradores, independentemente do nível hierárquico, sugere o alinhamento interno que existe.

Gestão de pessoas

Há quatro anos, tive a oportunidade e a satisfação de ser um dos alunos da Célia Marcondes Ferraz, na disciplina Ambiente de Negócios Globalizado, no curso de pós-graduação em Comunicação com o Mercado da ESPM.

Nesta entrevista para a HSM, a professora fala sobre a importância estratégica da gestão de pessoas, um papel que precisa urgentemente ser repensado por muitas empresas, como ela mesma sugere.

Clique na imagem para assistir a parte 1 da entrevista ou aqui para a segunda parte.

Melodia forçada

O que fazer com o mesmo recurso de seis iPhones? Uma saída é colocar o compositor e músico francês Yann Tiersen para executar “La valse d’Amelie” ou algo parecido  e aproveitar para mostrar sutilmente a marca Bavaria em sua nova roupagem… Ou será que estou vendo algo sobre a mesa que não “casa” com a cena?

Macaca faz sucesso em rede social

A orangotango Nonja, que vinha atraindo milhares de amigos no Facebook, é uma personagem que integra a campanha publicitária da Samsung para o lançamento da câmera digital ST 1000.  Como relata um dos blogs da Info Online, em post assinado pela Renata Leal, “dias atrás surgiu a notícia de uma orangotango que fotografa o dia a dia do ambiente onde vive no zoológico de Viena, na Áustria, e manda as  fotos direto para o Facebook”.

O que era uma espécie de viral na rede, fez com que, em pouco tempo, Nonja ganhasse mais de 53,5 mil usuários como fãs em seu perfil no Facebook.

Em tempo: o equipamento lançado pela Samsung traz como novidades wi-fi, GPS e bluetooth, algo nada convencional para uma câmera. Para conhecer o site oficial da empresa, com a “macaca da rede social”, é só clicar aqui.