Marcas do que se foi

“(…) Creio que não há marca forte que resista a produtos medíocres! Marca não é uma entidade que paira no vazio”.

A frase é do Jaime Troiano, especialista em branding, em artigo para a HSM. Vale como reflexão para a necessidade de revisão de produtos e conceitos.

Anúncios

Tags:

About Luiz Santiago

Profissional de Comunicação Corporativa e Marketing.

2 responses to “Marcas do que se foi”

  1. Sueli Yngaunis says :

    Marca é um tripé composto por um nome, a reputação da empresa e o desempenho de seu produto e serviço. Se um deles não for legal, dificlmente uma marca se sustentará por um longo tempo. Pois o que confere à marca uma boa imagem é a experiência e percepção do consumidor, e atualmente este ser está super antenado com tudo, e certamente não se deixará ludibriar apenas pelo brilho da marca, se está não tiver respaldo.

  2. Luiz Santiago says :

    Olá, Sueli. Obrigado pelo comentário e pela visita ao blog!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: