Archive | janeiro 2010

Tecnológica e de cabeça para baixo

Na Cow Parade, uma das 90 vacas em exposição na cidade de São Paulo é a Vaca Torpedo. Funciona assim: você envia um SMS para o número 50065 (não se esqueça de incluir a palavra “vaca” antes da mensagem). O custo do envio é de R$ 0,31 + impostos.

Também é possível enviar uma mensagem pelo Twitter, lembrando de incluir a hashtag #vacatorpedo ou #vaca67. Pronto.  Em instantes sua mensagem é exibida em um dos monitores instalados na laterais da obra, uma criação do designer gráfico Fabio Malx. O projeto tem patrocínio da Veris Faculdades. Para quem quiser conferir pessoalmente, a Vaca Torpedo está no número 302 da Avenida Paulista, em frente ao campus daquela instituição.

Por fim, vale a pena dar uma olhada neste vídeo do making of da colagem da Upside-cow, a vaca da Loctite Super Bonder, criação de Aldo Cappucci Filho, também entre as obras dessa exposição que parece ter agradado muito a patrocinadores e à população que circula pelas ruas de São Paulo:

Em tempo: a Upside-cow, a vaca de cabeça para baixo, está no Parque do Ibirapuera.

Anúncios

Morrer de rir

O uso de hashtags já se tornou muito comum no Twitter. Trata-se de uma espécie de etiqueta (tag) adicionada ao ‘tweet’ desse microblog para facilitar a localização de um mesmo assunto postado por diferentes pessoas (segue o padrão “#” + palavras sobre o tema). Quanto mais utilizadas, mais chances de serem vistas por outros usuários no ranking de tópicos mais comentados.

Talvez a hashtag mais lembrada seja a “#forasarney”, em que usuários do Twitter pediam a saída do senador José Sarney de suas atividades no Congresso Nacional. Uma mais recente e, com o devido respeito à profissional envolvida, virou piada em pouco tempo. Foi a hashtag #soniaabraofacts. O vídeo, a seguir, ilustra como tudo isso começou. A dica é da colega e jornalista Drika Valeriano.

É mesmo de “moer”…

Se ainda não foi classificado como viral, não vai demorar muito. Um grupo de estudantes japoneses se especializou em tocar “pagode”. A dica é da Karina De Paula, uma colega de comunicação e marketing:

Conhecimento aberto e livre

Código aberto ou open source em inglês, termo criado pela OSI (Open Source Initiative), é também utilizado como referência a software livre. Em mais uma palestra na Campus Party 2010,  o tema open source contou com a apresentação de especialistas na área, como Danese Cooper, diretora da OSI, Simon Phipps, diretor da OSI e da Open Source for America, e Ean Schuessler, diretor da Open Source for America, responsável por sugerir o manifesto Debian, o qual originou o movimento Open Source.

Confira mais detalhes no site oficial: www.campus-party.com.br.

Segurança na Internet

Para quem ainda não passou pela Campus Party 2010, no Centro de Exposições Imigrantes, em São Paulo, vale conferir a apresentação “A arte de enganar”, com o ex-cracker Kevin Mitnick, hoje consultor de segurança na Internet, realizada ontem:

Conheça também a Campus Party TV, integrada ao Facebook.

Mídia radical: o que é?

Participei de uma reunião no início desta noite, com a presença do Prof. Juarez Xavier, diretor de Comunicação Social da Universidade Cidade de São Paulo (Unicid), que me falou a respeito de “mídia radical”.

Encontrei esta breve definição, nas palavras dele, neste blog:

“As mídias radicais promovem a ação mais inovadora no campo da comunicação social contemporânea. Suas formas de ação provocam mudanças conceituais no estilo de comunicação, na estrutura narrativa assimétrica e no sistema de codificação, que vai ao encontro do desejo de comunicação dos interlocutores”.

Vale entendermos com mais profundidade este assunto. No blog mencionado, há outras referências.

Contagem progressiva: 4, 5, 6

Aniversário de São Paulo: 456 anos. A cidade, hoje, conta com uma programação comemorativa bem variada. Aliás, é uma das cidades brasileiras que possui um dos calendários mais atrativos para eventos e patrocínios.

Para relembrar,  um vídeo com a música “São Paulo, São Paulo” do grupo Premeditando o Breque. No mais, um bom feriado a todos!

Ideias gaseificadas

Pepsi Refresh Project é uma ação social da marca de refrigerantes que promete dar uma ajuda às comunidades carentes dos Estados Unidos. No ar desde o dia 13, a campanha vai envolver os próprios consumidores, os quais poderão colaborar com ideias e até com a implementação dessas iniciativas em diversas áreas como alimentação, artes e cultura, educação e saúde, entre outras.

Tomara que alguma outra marca proponha iniciativas semelhantes no Brasil para incentivar projetos nas comunidades que passam por “reconstrução” de seu espaço por tragédias como as que acompanhamos recentemente.

Até que um celular não nos separe

Separação e filhos. Como lidar com essa realidade? Novo filme publicitário da Vivo apresenta uma alternativa. Neste comercial, o pai promete contato eterno com a filha. Com base na promoção “Favoritos” da operadora, a história sugere um pai sempre presente. Embora seja questionável uma criança usar celular, o resultado até que ficou bom.  

Ficou bom para o que mesmo?

O assunto não é novo, mas o que corre pela Internet é que este comercial, gravado há alguns anos pelo então deputado e costureiro Clodovil, foi vetado pela Suvinil, o cliente anunciante.

Não é meu

Dias de chuva, como o de hoje, em São Paulo, tiram qualquer um do sério. Menos para a Troller que, no ano passado, lançou uma campanha para descobrir quem era o motorista do Troller dirigido no meio do temporal em reportagem exibida na TV.

(com informações do Mundo do Marketing)

No final, você decide

Ontem um colega de trabalho me mostrou a campanha da Nespresso (café), lançada no final do ano passado, estrelada pelo George Clooney, com a participação de John Malkovich. É um modelo interessante de campanha interativa e que tem a rede social Facebook como apoio.

O site que hospeda esse ação é http://www.nespresso-whatelse.com, em que o visitante pode escolher o final para a história (o final escolhido é o que determina o filme publicitário veiculado nas TVs). Se preferir assistir apenas ao vídeo, aqui está (uma amostra, claro):

Enjoy it

Tomara que você não se lembre da reação ao encontrar fichas telefônicas esquecidas nos orelhões ou da devolução de mais fichas por defeito daqueles aparelhos, após uma ligação na rua. É que, isso faz, digamos, alguns ‘muitos anos’. Causava uma certa felicidade quando isso acontecia.

Enfim, o viral da Coca-Cola, a seguir, acaba por lembrar esse mesmo ‘estado de espírito’. Coloque a sua moeda e receba uma coca-cola, duas, quero dizer, três, enfim… assista aí, vai. Quem sabe saia até uma pizza da vending machine para acompanhar o refrigerante.

Que tremenda fria…

Quando o assunto é cerveja, melhor dizer que é uma gelada. Pelo menos foi assim, na China, com temperatura abaixo de 34 graus, em dezembro passado. Por lá, cerveja é bom até para fazer algumas decorações com a bebida, no solo, aproveitando o congelamento imediato do líquido. E, de quebra, divulgar a marca Harbin. O resultado é até bacana, mas que é um desperdício, isso já nem se discute.

Tuiteiros: lancem um livro!

TweetBookz é um serviço para quem usa o Twitter e deseja transformar em livro todos os ‘tweets’ já postados. Há algumas formas possíveis para personalização do ‘livro’, que acredito se parecer mais com um livreto, pois cada ‘tweet’ ocupa uma página.

Quem quiser aproveitar a dica para ter seu livro ou mesmo presentear alguém com um ‘TweetBookz’ , vai desembolsar, no mínimo, algo entre 28 e 38 dólares, que é a diferença para o livro de capa dura ou não.

Clique na imagem acima para visitar a página dessa empresa e conhecer mais a respeito ou  no vídeo a seguir para outras informações. Não posso recomendar a ninguém, pois não usei o serviço para ver se funciona, mas registro aqui para mostrar como as pessoas criam ideias lucrativas a partir de serviços existentes como o próprio Twitter.

Rumo à Campus Party 2010

Participei na quinta-feira, dia 14, da coletiva de imprensa da Campus Party 2010. A 3ª edição brasileira terá foco em quatro grandes áreas:  Ciência, Entretenimento Digital, Criatividade e Inovação. Muitas novidades prometem agitar o evento. Um dos debates será, inclusive, promovido pela competente equipe GTE (Gestão de Tecnologias aplicadas à Educação) da Fundação Vanzolini. 

O encontro acontece entre 25 e 31 de janeiro, em São Paulo. Para quem quiser acompanhar a íntegra dessa coletiva, aqui está o vídeo:

Reze pelo Haiti

Hoje uso um verso da música de Gil e Caetano para ilustrar o título deste post. Vou até desconsiderar o que o cônsul do Haiti em SP falou, sem saber que estava sendo gravado.

Ovelhas iluminadas

Um dos virais com maior número de acessos na rede, no ano passado, foi o da Samsung. Arte combina, sim, com ovelhas e LEDs. Veja por quê:

Veja bem…

Você faria uma tatuagem de óculos em seu rosto? Pelo menos é o que este vídeo demonstra. O que parece, na verdade, é mais um viral da marca RayBan. Alguém depois me confirma que isso sai com água…

Projetos, prazos

Não adianta dizer que não há tempo. Planejar antes é preciso. Tudo sob controle com seus projetos? Com os meus, sim. “Tempo amigo seja legal / Conto contigo pela madrugada”.  Já faz tempo que não digo isso… ainda bem!

Cultura sobre redes sociais

“Aculturar a empresa antes de inserí-la em redes sociais é necessário”. Alinhamento interno é sempre uma regra básica e que facilitará o planejamento para aquele trabalho.

Clique neste link para conferir, em vídeo do YouTube, entrevista com especialistas da área.

Em detalhes

Dá mesmo um trabalhão… Making of da campanha Verão das Havaianas, gravada em Arraial do Cabo (RJ):

Fraqueza mesmo

Para quem não pretende fazer muito esforço em tarefas normalmente simples, uma dica é comprar alguns produtos da The Weak Shop, um site de comércio eletrônico no melhor estilo “mas espere porque isso não é tudo” ou “mais um lançamento das Organizações Tabajara”. Na verdade, tudo não passa de uma grande brincadeira.

A ideia é da DDB Canadá para o cliente BC Dairy Foundation, uma fundação canadense que visa incentivar o consumo de leite na região de British Columbia. 

A campanha, ao divulgar esses produtos “absurdos”, busca lembrar que o consumo de leite proporciona condições para uma boa disposição das pessoas devido às proteínas daquele alimento e na sua ausência, por consequência, tornam-se fracas. Questionável, não? O foco da campanha, claro.

Em praça pública

Final de semana… flashmob made in Brazil from Belém-PA, in Praça da República.

Iceberg?

Filme do Greenpeace. Rápido, inteligente e trágico.