Tag Archive | comunicação organizacional

Capital social nas organizações

Está previsto para outubro, o lançamento do livro “Comunicação e Política: capital social, reconhecimento e deliberação pública” pela Summus Editorial. Tive a  honra de ser co-autor ao lado de grandes profissionais nesta obra que tem a organização de Heloiza Matos e Ângela Marques. O capítulo que desenvolvi para essa publicação tem como título “O capital social nas organizações e as interações comunicativas entre colaboradores e parceiros institucionais”.  Mais à frente, falarei sobre esse tema por aqui. Para quem se interessar em conhecer mais detalhes do livro, ler as primeiras páginas e ser avisado sobre a data do lançamento, é só clicar aqui.

Comunicação Interna e Endomarketing

Conforme prometido, aqui está o arquivo da minha dissertação:

A relação entre Comunicação Interna e Endomarketing: reconfiguração das dinâmicas comunicacionais no contexto das organizações“.

Para baixar em PDF, clique aqui.

Chegou o dia

Nesta quinta-feira, logo mais, às 13h30, faço a defesa de minha dissertação de mestrado em Comunicação. Fica aberto o convite a todos, já que a banca é pública. Abaixo, mais informações.

Antecipadamente, agradeço aos que me acompanharam ao longo desta trajetória. Quando possível, tornarei disponível o trabalho por aqui.

Tema: “A relação entre Comunicação Interna e Endomarketing: reconfiguração das dinâmicas comunicacionais no contexto das organizações”
Quando: 16/9, quinta-feira
Horário: às 13h30
Banca examinadora: Ângela Marques (presidente da banca/Cásper Líbero), Walter Lima (Cásper Líbero) e Margarida Kunsch (ECA-USP)
Orientadora: Heloiza Matos
Local: Faculdade Cásper Líbero, Av. Paulista, 900, 5º andar, Sala Petrobras

Desafio para relacionamentos

“Mais do que nunca, as organizações precisam planejar estrategicamente sua comunicação, para realizar efetivos relacionamentos” (Margarida M. K. Kunsch, 1986). Sempre atual, a autora lembra que o atendimento a novas demandas dependerá da capacitação e também da agressividade dos seus agentes, que são os profissionais de Relações Públicas. 

Devemos lembrar que a área de Comunicação Organizacional absorveu, ao longo dos anos, um elevado número de profissionais vindos de diferentes áreas de conhecimento. Independentemente de onde eles tenham vindo, é importante se evidenciar o valor que pode ser agregado às atividades da organização a partir da atuação desses profissionais. O desafio é que os relacionamentos sejam estabelecidos com os dirigentes organizacionais, de forma que compreendam como os negócios podem ser mais rentáveis com o trabalho de comunicação,  e também com as pessoas que participam dessa empresa e que, normalmente, têm muito a dizer.

Abracom: comunicação organizacional

Comunicação Interna (Abracom)

Inicio 2009 com o registro do recebimento do 3º caderno de comunicação organizacional da Abracom (Associação Brasileira das Agências de Comunicação), da qual meu ex-escritório já participou como associado. Nesta oportunidade, recebo o caderno “Como entender a comunicação interna”, encaminhado pela colega Claudia Cezaro Zanuso, diretora de Atendimento e Planejamento da KlaumonForma Comunicação e uma das coordenadoras do Grupo de Comunicação Interna da Abracom, onde ela também é conselheira fiscal.

O caderno traz informações importantes para a compreensão do aperfeiçoamento de processos, produtos e serviços das empresas que tenham profissionais que enxerguem a Comunicação Interna como um fator estratégico de negócios. Destaco uma das passagens dessa publicação (pág. 25) para reflexão: “É importante ouvir colaboradores de todos os níveis antes de elaborar, implantar, desenvolver e manter um projeto de Comunicação Interna”.

Para quem tiver interesse, o caderno está disponível para consulta, em arquivo PDF, no site da Abracom. Clique aqui para acessá-lo. Vale a pena também conhecer os cadernos anteriores: www.abracom.org.br.

Rede de Correspondentes

0041

Existe algo de grande valor nas empresas que é a chamada “Rede de Correspondentes”. É uma rede de funcionários que, geralmente, tem como objetivo contribuir nas ações de Comunicação Interna de uma organização.

Funciona assim: a equipe de Comunicação convida funcionários alocados em pólos ou sites da empresa em todas as regiões onde a organização mantenha suas atividades. Pelo menos um desses representantes passa, então, a integrar essa rede, cuja moderação é feita por um dos profissionais de Comunicação Interna. 

Sempre que um pólo tem informações relevantes para toda a empresa, esse “correspondente” local aciona, por e-mail, telefone ou pessoalmente, a equipe de Comunicação Interna para transmitir os detalhes e, se for o caso, contribui com o envio de fotos e outros materiais que possam ser utilizados como apoio.

Uma boa gestão de Rede de Correspondentes garante uma melhor visão de toda a organização, uma vez que os veículos de Comunicação passam a retratar, com equilíbrio, quais as atividades que cada site da empresa desenvolve em sua esfera de atuação, na região onde está localizada.

Há, por outro lado, um bom número de Redes de Correspondentes em Comunicação Interna que simplesmente não funcionam. Uma possível razão é que  as pessoas eleitas como “correspondentes” não tenham engajamento ou afinidade com a proposta, ou seja, não são People Marketing. Nesse caso, é possível que se tenha feito uma escolha errada, como atender a um pedido “político” para apenas dar visibilidade a um funcionário de determinado pólo.

De qualquer forma, vale elogiar as iniciativas das equipes de Comunicação Interna que promovem encontros presenciais freqüentes com todos os membros de suas Redes de Correspondentes. Mesmo não sendo profissionais de Comunicação, essas pessoas da Rede, por vezes, mudam totalmente – e para melhor – o que estava restrito a uma estratégia pensada de forma isolada, sem conexão ao todo.

Práticas colaborativas: dentro e fora da rede

mf002

Este blog tem, entre outros objetivos, abrir um novo espaço para apresentar a importância das pessoas nos processos comunicacionais das organizações. É certo que você já tenha ouvido falar de Comunicação Organizacional, Comunicação Empresarial, Comunicação Interna, Endomarketing®, Marketing, Marketing de Relacionamento e de muitos outros termos semelhantes e de suas variações. Para uns são termos interligados. Para outros, são temas completamente distintos.

Muito se fala no cliente e no aprendizado que se tem com ele, porém pouco se fala (ou se admite) que é a partir do relacionamento responsável que se garante a possibilidade de aprender, corrigir e aperfeiçoar nossas ações em Comunicação e Marketing.

A construção colaborativa, por meio da rede, é um fator importante que tem ganhado destacada força no cenário mundial. Por outro lado, a mesma força colaborativa é subaproveitada nas organizações. Identificar esse poder da colaboração de pessoas é fundamental para o aperfeiçoamento das atividades de Comunicação e Marketing.

Por isso, este blog  é receptivo tanto para comentários vindos  de profissionais das áreas de Comunicação e Marketing quanto para colaborações de outros profissionais das demais áreas de conhecimento.