Tag Archive | vivo

Cadê você, Regina?

Neste comercial para a Vivo, o pai diz que Luiza merece “a melhor cobertura”, mas, no final, anuncia: me ajude a trazer de volta a “Regina, que está na Alemanha”. Espero que a onda não pegue, pois o modelo já esgotou.

Agência: Africa

SMS ou SOS natureza?

O que você faria com muitos torpedos? A resposta, a ser dada pelo Twitter com a hashtag “#oquevcfaria”, garantirá o reflorestamento de 1 metro quadrado de mata nativa. Quem promete é a Vivo em parceria com o Instituto Ipê. A iniciativa, lançada em fevereiro, é interessante.

Depois vamos acompanhar o desenrolar dessa campanha, que termina em 27/3. O site é www.vivo.com.br/oquevcfaria.

Até que um celular não nos separe

Separação e filhos. Como lidar com essa realidade? Novo filme publicitário da Vivo apresenta uma alternativa. Neste comercial, o pai promete contato eterno com a filha. Com base na promoção “Favoritos” da operadora, a história sugere um pai sempre presente. Embora seja questionável uma criança usar celular, o resultado até que ficou bom.  

Faz e recebe ligações?

Celulares e smartphones: redes sociais móveisCada vez mais, os fabricantes de celulares vêm incorporando aos aparelhos softwares capazes de tornar disponíveis diversas redes sociais para o usuário. A Motorola, que lançou há pouco tempo o MotoCubo, anunciou em setembro passado a chegada do smartphone Moto Dext, também integrado às redes (em breve no Brasil).

Até os aparelhos mais simples possuem funcionalidades que permitem ao usuário a publicação de posts em blogs ou fotos por um comando já pré-programado, como no caso do Sony Ericsson W380, com programação para o Blogger. Operadoras lançam promoções quase todos os dias que facilitam a aquisição de aparelhos, como o BlackBerry Bis, na Vivo.

O que se vê, na verdade, é um misto de funcionalidades nesses aparelhos: acesso a e-mails, redes sociais, câmeras fotográficas e de vídeo, MP3 players, mas o que não se pode perder de vista é a qualidade de áudio (voz) nas ligações entre operadoras. Um serviço que tem deixado muito a desejar.

Lembro que há mais de um ano eu reclamava sobre o sinal da rede digital disponível na minha região para a operadora que havia contratado (Claro). A resposta foi simplesmente: “A sua região tem cobertura”. Mesmo insistindo que o sinal era fraco, não fui ouvido (e olha que liguei de um telefone fixo). Com a portabilidade, mudei para uma operadora que funcionava de verdade.

Em resumo: pouco adiantará aparelhos com milhares de funcionalidades, se o serviço principal não estiver corretamente ajustado à necessidade do cliente.